• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

PSA apresenta bons resultados e previsão de crescimento de 4% na América Latina


Carlos Tavares, Presidente Mundial do Groupe PSA, afirmou: “O Grupo demonstra desde 2014 sua habilidade recorrente de elevar sua rentabilidade global, eficiência e volumes, apesar de um contexto difícil. As equipes da Opel Vauxhall começam a entregar bons resultados para construir a Nova Opel Vauxhall e estão ansiosas por demonstrar ainda mais o seu potencial. Nossa agilidade e forte foco na execução continuam sendo um poderoso ativo para atingirmos nossos objetivos.”

A chegada recente da nova marca parece ser um dos focos do grupo um faturamento equivalente a € 38,595 bilhões no primeiro semestre de 2018, 40,1% superior comparado ao primeiro semestre de 2017 e 22,9% maior, a taxas de câmbio e perímetro constantes de 2015. O faturamento da Divisão Automotiva da PCD atingiu € 22,149 bilhões, 11,4% superior ao primeiro semestre de 2017, principalmente devido ao volume e mix de países (+5,4%), bem como ao mix de produto (+4,7%) e vendas a parceiros (+3,2%), compensando o impacto negativo das taxas de câmbio (-2,9%). O faturamento da Divisão Automotiva da OV foi equivalente a € 9,946 bilhões no primeiro semestre de 2018.

O resultado operacional corrente do Grupo atingiu € 3,017 bilhões, 48,1% maior, com o resultado operacional corrente da Divisão Automotiva da PCD crescendo 29,9%, alcançando € 1,873 bilhão. Este nível de rentabilidade recorde de 8,5% foi atingido apesar dos aumentos em matérias-primas e do contexto desfavorável da taxa de câmbio graças a um aumento no volume de vendas, um mix de produto positivo e reduções de custos adicionais. O resultado operacional corrente da Divisão Automotiva da OV chegou a um lucro de € 502 milhões no primeiro semestre de 2018.

A margem operacional corrente do Grupo atingiu 7,8%, 0,4 ponto percentual superior ao primeiro semestre de 2017.

As receitas e despesas operacionais não correntes foram equivalentes a - € 750 milhões, em comparação a - € 112 milhões no primeiro semestre de 2017.

As despesas financeiras líquidas do Grupo aumentaram para - € 218 milhões, comparadas a - € 121 milhões no primeiro semestre de 2017.

O resultado líquido consolidado atingiu € 1,713 bilhão, um aumento de € 242 milhões comparado ao primeiro semestre de 2017. O resultado líquido, percentual do Grupo alcançou € 1,481 bilhão, € 226 milhões maior em comparação ao primeiro semestre de 2017.

O Banco PSA Finance reportou um resultado operacional corrente de € 510 milhões[7], 63,5% maior.

O resultado operacional corrente da Faurecia foi de € 642 milhões, aumento de 10,1%.

O fluxo de caixa livre das atividades industriais e comerciais foi de € 2,577 bilhões e o fluxo de caixa livre operacional foi de € 3,191 bilhões, dos quais € 1,157 bilhões para a OV.

Os estoques totais da PCD, incluindo concessionárias independentes, ficou em 412 mil veículos em 30 de junho de 2018, um aumento de 38 mil unidades comparado ao final de junho de 2017. Os estoques totais da OV, incluindo concessionárias independentes, manteve-se em 216 mil veículos em 30 de junho de 2018.

A posição financeira líquida das atividades industriais e comerciais foi de € 8,257 bilhões em 30 de junho de 2018, um incremento de € 2,063 bilhões se comparada a 31 de dezembro de 2017.

Perspectivas de mercado: para 2018, o Grupo prevê um mercado automotivo estável na Europa, crescimento de 4% na América Latina, de 10% na Rússia e de 2% na China.

#PSA

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço