• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Locomotiva a vapor é alvo de disputa judicial no interior de São Paulo


Segundo o jornal A Cidade, de Ribeirão Preto, uma Maria Fumaça, exposta na cidade, foi transportada para Salto para ser utilizada pelo consórcio Itu/Salto no projeto do trem turístico que unirá as duas cidades, batizado de Trem Republicano.

Todavia, uma medida cautelar dada nesta quinta-feira (21) pela Justiça Federal em Ribeirão Preto garantiu a permanência da locomotiva exposta na avenida Mogiana até, pelo menos, o final do recesso, em 22 de janeiro de 2018.

A decisão foi tomada por um juiz plantonista em pedido do promotor do Ministério Público Federal, André Luiz Menezes. “Temos a garantia que a locomotiva e seus seis vagões vão permanecer na cidade, por enquanto. A tendência é que amanhã a Maria Fumaça seja retirada do caminhão”, disse o secretário municipal de Turismo, Edmilson Carlos Domingues.

A representante de uma época de ouro da ferrovia brasileira está em um caminhão desde a tarde da quarta-feira (20), quando uma equipe já havia iniciado os procedimentos para a remoção para a cidade de Salto-SP. O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), que é o proprietário da Maria Fumaça, tinha autorizado a remoção para que ela voltasse à vida após a necessária restauração como um trem turístico, com percurso de 8 quilômetros, entre as cidades de Salto e Itu.

Nesta quinta-feira (21), durante a sessão da Câmara, os vereadores Isaac Antunes (PR) e Fabiano Guimarães apresentaram projeto para tombar a Maria Fumaça como patrimônio de Ribeirão Preto. Já o vereador Jorge Parada (PT) entrou com requerimento para abrir uma comissão para acompanhar o assunto.

Por enquanto, durante o recesso parlamentar em Ribeirão Preto, não há o que fazer. Mas, seria importante lembrar aos políticos de Ribeirão a importância da participação dessa Maria Fumaça no projeto do Trem Republicano, pois além de continuar servindo a população do Estado de São Paulo, para sempre será lembrada que pertencia à Estrada de Ferro Mogiana e ficou, por décadas, parada. Agora, ela teria a oportunidade de voltar a prestar serviços e encantar as novas gerações que nunca viram um equipamento como esse.

Informações gentilmente cedidas pelo portal grandeitu.com.br

#FERROVIA #TURISMO #LAZER

Laja Revista Publiracing