• Redação / Revista Publiracing

Zeca Sawaya e Marcelo Haseyama vão representar a Polaris no Dakar 2018


A dupla campeã do Dakar 2017 na categoria UTV Leandro Torres e Lourival Roldan passa o comando do Polaris RZR para Zeca Sawaya e Marcelo Haseyama acelerarem no maior rali do mundo. O currículo da dupla é invejável e já levanta ótimas expectativas da equipe e do Grupo Polaris.

Juntos há 5 anos, já participaram de 4 Sertões, além de outras provas e campeonatos. Mas a vida offroad dos dois teve início bem antes disso. Zeca Sawaya começou nos anos 80, esteve em 7 edições do Sertões de moto e depois correu mais 7 anos de carro e 3 de UTV. Já Marcelo, tem no currículo 20 anos em competições, sendo 8 em ralis de velocidade. “Esta será nossa estreia no Dakar. Temos uma ótima sintonia e confiamos no carro e na equipe. Chegar até aqui foi difícil, nos empenhamos muito. Agora, é contar com a sorte!”, relata a dupla que já faz a contagem regressiva para a largada do rali em 6 de janeiro de 2018.

Assim como Leandro, que é diretor do banco BCG Pactual, os dois tem vidas profissionais agitadas. Zeca tem uma construtora em São Paulo, mas viaja sempre para acompanhar as obras. Marcelo é engenheiro eletrônico e trabalha em vendas numa multinacional. O ponto em comum entre os três é positivo. A organização, disciplina e liderança que eles precisam exercer no dia-a-dia são características importantíssimas numa prova tão longa como o Dakar.

Eu sempre digo que o rali é uma vida condensada. As tomadas de decisão, os desafios físicos e mentais são testados diariamente, em alta velocidade”, conta Zeca, “Nos primeiros dias a gente até lembra um pouco da vida, da família... mas depois a concentração passa a ser total. Esvaziamos a cabeça e focamos só na prova”. O navegador concorda: “Você tem desafios diários, pressão, concorrentes. Seu limite é testado a todo instante. Quando voltamos ao escritório, a sensação é que temos muito mais tempo para resolver os problemas. Uma coisa ajuda a outra”, conta.

Esse ano, a categoria UTV vai se chamar SXS, abreviatura para side by side. É a categoria que mais cresce nos ralis pelo mundo. No Dakar, o número de inscritos quase dobrou para 2018.

Com todo esse histórico, a escolha do carro foi feita a dedo pela dupla. “A velocidade é limitada pelo regulamento da prova em 130 km/h. Então, o que mais pesou foi a confiabilidade na equipe e a durabilidade do carro”, conta Marcelo. Eles elegeram o Polaris RZR 1000 aspirado “Escolhemos muito bem nosso carro! E depois, pudemos contar com a assistência e consultoria do Leandro Torres, primeiro brasileiro a vencer o Dakar em um UTV. Estamos no caminho certo”, finalizam.

DAKAR 2018

A 40ª edição do Dakar começa no dia 6 de janeiro em Lima, no Peru. A rota segue para a Bolívia e Argentina, finalizando no dia 20 em Córdoba, com quase 9.000 quilômetros a serem percorridos pelos 332 veículos inscritos.

#POLARIS #DAKAR #RALLYDAKAR #AUTOMOBILISMO