• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Com novo nome e marca, Floripa Airport apresenta projeto para o Aeroporto Internacional


Floripa Airport. É assim que foi oficializado o novo nome da concessionária que, a partir de janeiro de 2018, assume 100% o comando de operação do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis. Pertencente à Zurich Airport, a empresa anunciou, nesta terça-feira (26), em coletiva de imprensa, detalhes do novo terminal, melhorias para o aeroporto existente e sua nova identidade visual.

Com investimento de R$ 500 mil

hões em até dois anos, o projeto apresentado será quatro vezes maior que o atual aeroporto totalizando 41 mil metros quadrados. Tobias Markert, CEO da Floripa Airport, enfatiza que vai entregar uma operação aeroportuária de última geração, realizada com profissionalismo por pessoas dinâmicas, inovadoras, que amam o que fazem e trabalham duro. “O elevado padrão de qualidade suíço será combinado com a alegria brasileira em prover o melhor serviço para passageiros, parceiros e comunidade”, assegura Markert.

Um dos objetivos da concessionária é que o novo projeto seja mais que um aeroporto: a ideia é se tornar um lugar de passeio, importante centro comercial com opções de entretenimento, eventos, exposições, business center e serviços. Para isso, o aeroporto reserva um amplo espaço de 4 mil metros quadrados de área comercial, incluindo uma praça de alimentação.

O novo terminal, a ser entregue em outubro de 2019, vai oferecer grandes espaços abertos, com ambiente confortável e cores acolhedoras, além de ser equipado com tecnologia de ponta e ter possibilidades de compra diferenciadas.

Diferente do atual, o embarque e o desembarque serão realizados em pisos distintos. Também haverá um terraço-mirante para visitantes. O projeto do novo terminal prevê integração com a natureza da Ilha e traz em suas características arquitetônicas linhas que remetem à paisagem de Florianópolis, bem como as cores e outros elementos da região.

Terminal Eco-Friendly

O novo terminal vai adotar uma série de medidas que contribuem para a sustentabilidade.

O reaproveitamento da água da chuva para irrigação dos jardins e para serem utilizadas em descargas dos vasos sanitários e demais pontos que não necessitam de água potável;

Sunshade Glass - bloqueia parte dos raios solares e protege do calor, demandando menos gasto energético de ar condicionado;

Aproveitamento da luz natural - ao mesmo tempo, o projeto utilizará vidros especiais para aproveitamento da luz natural durante o dia, diminuindo a necessidade de gasto energético;

Jardins internos - o microclima produzido pela vegetação contribui para a diminuição do gasto energético em climatização;

LED - grande parte da iluminação será com lâmpadas LED, melhorando a eficiência energética e diminuindo a demanda.

Terminal existente

No terminal atual, a nova administração prevê melhorias que ficarão prontas em maio de 2018. Os toaletes serão revitalizados e a área de passageiros receberá nova pintura e mudanças de layout. A sinalização interna e externa será readequada e o sistema de iluminação será aperfeiçoado durante o período.

"Iremos assumir a operação em um momento de alta temporada e pico de movimento, portanto não pretendemos realizar intervenções que possam prejudicar a experiência dos passageiros", esclarece Tobias Markert.

Capacidade dobrada

Atualmente o terminal existente recebe em média 3,7 milhões de passageiros ao ano, enquanto a capacidade projetada para o novo terminal é de 8 milhões.

Para suportar tal movimento, o projeto prevê 10 portões de embarque equipados com fingers (pontes de embarque cobertas, inexistentes no terminal atual), sendo três destinados à área internacional (podendo ser reversíveis) e sete domésticos. Serão oito esteiras de bagagem (seis para voos domésticos e duas para internacionais reversíveis). O estacionamento a ser construído, comportará 2530 vagas destinadas exclusivamente aos passageiros e visitantes.

Aumento de contratações

Em relação às contratações, a concessionária prevê aumento no número de vagas para profissionais do aeroporto de 130 para 165, pois hoje a operação da Infraero é em parte realizada em Brasília. Tobias Markert ressalta a vontade de estruturar a empresa valorizando os profissionais locais.

"Nossa empresa será brasileira e não suíça. Teremos apenas cinco suíços em nossa operação. Os demais profissionais serão todos brasileiros.

Precisamos de pessoas com experiência local, estamos em processo de contratação e até abril de 2018 devemos estar com o time completo", diz Tobias.

Zurich Airport

A Zurich Airport venceu a concessão para operar o aeroporto até 2047 e assume efetivamente a partir de 1º de janeiro de 2018 como Floripa Airport. A companhia tem participado de todas as rodadas de privatização dos aeroportos brasileiros até agora e faz parte do consórcio que opera o Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, desde 2014.

Atualmente, a Zurich Airport opera 10 aeroportos em nove operações na América Latina, Bogotá, Curaçao, três aeroportos no Chile e quatro aeroportos em Honduras.

Números novo terminal

• Área Total Aeroporto: 41 mil metros quadrados (4x maior que o aeroporto atual)

• Área Comercial: 3.940 metros quadrados

• Capacidade do aeroporto vai dobrar com a inauguração do novo terminal e passará para 8 milhões de passageiros/ano.

• Conceito do novo terminal: prédio com dois pisos

• Número de guichês para check-in: 40 posições

• Número de vagas no estacionamento: 2530 vagas

• Esteira de bagagem: 8 (2 internacionais e 6 domésticos)

• Portões de embarque: mínimo 15 (3 internacionais e 12 domésticos)

• Fingers: 10

Outras facilidades e features:

• Ampliação da pista de pouso/decolagem: 2.400 metros

• Novo tratamento de esgoto

• Eco-Friendly: reaproveitamento de água da chuva

• Terraço para visitantes

• Melhorias no sistema de segurança

• Implementações de pista de táxi paralela com ligação direta às cabeceiras da pista de pouso/decolagens

#AVIAÇÃO #AEROPORTO #TRANSPORTE

Laja Revista Publiracing