• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Complexo Industrial da Nissan, em Resende, alcançou os 150 mil veículos produzidos.


Com pouco mais de três anos de operação, a Nissan alcançou os 150 mil veículos produzidos no Complexo Industrial de Resende. Um Nissan Kicks S, na cor Cinza Rust - uma das novas opções de cores do crossover fabricado no Brasil –, foi o responsável pela marca histórica. Inaugurada em abril de 2014, a unidade do Sul fluminense produz ainda os compactos March e Versa.

Os 150 mil carros produzidos em Resende comprovam o crescimento da Nissan na América Latina. Em abril de 2015, um ano após o início das operações no Complexo Industrial, a fabricante chegava a 30 mil veículos produzidos. Já em 2016, a fábrica comemorava dois anos e o número passava dos 70 mil. Na mesma época, foi dado início ao programa de exportações da unidade, que passou a produzir carros para mais oito mercados da América Latina. Agora, cinco meses após o terceiro aniversário do Complexo, a Nissan mais que dobrou o número de veículos feitos em Resende para o mercado nacional e para exportações.

Para se ter uma ideia do que essa quantidade representa, ao somarmos os comprimentos de todos os carros feitos em Resende, chegaríamos a aproximadamente 611 quilômetros. É cerca de quatro vezes a distância entre a sede da Nissan, no Rio de Janeiro, e o Complexo Industrial de Resende. Confira, no infográfico, essa e outras divertidas referências aos 150 mil veículos fabricados na unidade do Sul fluminense.

Produção em dois turnos

Fabricado em Resende desde abril deste ano, o Kicks já responde por quase 50% da produção mensal total do Complexo Industrial. Desde meados de julho, a fábrica opera em dois turnos, principalmente para atender à demanda pelo crossover, agora com uma força de trabalho de 2.400 pessoas. A produção do modelo no Sul fluminense faz parte de um investimento da Nissan de R$ 750 milhões.

Mais que atender às demandas do mercado Brasileiro e as necessidades do consumidor local, o Complexo também é um importante centro de exportações para toda a América Latina. Unidades produzidas em Resende são exportadas para diferentes mercados, como Argentina, Bolívia, Chile, Costa Rica, Panamá, Peru, Paraguai e Uruguai.

Junto com a planta de Córdoba, na Argentina, que está em preparação para produzir a Nissan Frontier a partir de 2018, as duas fábricas serão peças-chave no abastecimento dos mercados de toda a América Latina.

Complexo Industrial de Resende

O Complexo Industrial de Resende é a primeira fábrica 100% Nissan no Brasil. Os primeiros frutos foram o compacto March e o motor 1.6 16V flexfuel, fabricados sob o alto padrão japonês, cuja produções iniciaram-se em 2014. Desde então, a unidade não parou de acelerar. Menos de um ano após o início das atividades, a Nissan começou a produzir também o motor 1.0 12V de três cilindros e o sedã compacto Nissan Versa (abril de 2015). Em abril deste ano de 2017, o Complexo iniciou a produção do crossover compacto Nissan Kicks, um produto criado para ser global.

O Complexo Industrial de Resende responde por um ciclo de produção completo. As atividades na unidade vão desde a área de estamparia até as pistas de testes, passando pela chaparia, pintura, injeção de plásticos, montagem e inspeção de qualidade, além da fábrica de motores.

#NISSAN

Laja Revista Publiracing
Pensando em vender seu veículo? - Nós compramos !