• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Avaliação: Citroën C4 Lounge, desempenho com estilo.


Sem dúvida que estar ao volante de um Citroën é algo que nos remete à sua origem, a França. No mercado Europeu a marca francesa sempre soube traduzir da melhor forma, elegância, e principalmente, conforto. Deste o popular 2CV, ao luxuoso e revolucionário DS, o conforto sempre esteve presente nos produtos da marca que faz parte do grupo PSA.

O mercado automobilístico brasileiro, além de jovem como mercado aberto, e como tal ainda em amadurecimento, tem nos últimos anos imposto alguns desafios aos responsáveis das marcas no país. Produtos que não basta serem apenas importados, ou fabricados aqui como lá fora, mas que necessitam ser desenvolvidos especificamente para as condições do país, projetando sua utilização em invariavelmente péssimas rodovias, ou ruas de cidades cheias de buracos e lombadas, utilizando também combustíveis de menor qualidade, e ainda com produtos que necessitam adaptação ao clima de um país tão grande e diversificado como o Brasil. No desenvolvimento ou preparação para a chegada nas concessionárias, as marcas fazem aquilo que se tornou corriqueiro chamar de tropicalização, adaptando produtos às características, (ou deficiências), do Brasil.

Serve esta pequena referência para de alguma forma recordar um processo pelo qual a Citroën também passou, e que apesar de momentos mais complicados no seu relacionamento com o público brasileiro, até muito na contramão do que era sua imagem no velho continente, mas que ao longo dessa caminhada a Citroën pelas mãos de seus diretores parece ter encontrado a receita certa para um mercado cheio de particularidades, que vai da imprevisibilidade (econômica e politica) passando pelas peculiaridades do publico brasileiro, que ainda condiciona muito sua compra em função do modelo que o vizinho do lado tem na sua garagem. .

A evolução tem sido notória, e ela vem desde o acerto na escolha dos produtos a serem vendidos por aqui, seu desenvolvimento, inclusivamente para veículos que já são fabricados na planta da PSA em Porto Real (RJ), como o Aircross e C3, nas escolhas das versões e suas opções de motor e câmbio, seu pós venda, e claro, também nos modelos que chegam via importação, seja da Argentina, ou ainda direto da França, como os recém-chegados C4 Picasso.


Fica claro para nosso leitor que nosso discurso nos trás até um momento bom da marca no Brasil, materializado, por exemplo, no produto que é alvo de nossa atenção hoje, o Citroën C4 Lounge.

De traços modernos e elegantes, o C4 Lounge se apresenta muito atraente quando observado por fora. Destaque fica por conta da assinatura em LED envolvendo os faróis de neblina, além dos pormenores em cromado que dão o desejado toque de classe ao sedan médio. Os espelhos retrovisores são da cor do veículo e com a luz sinalizadora de mudança de direção logo abaixo.

As rodas são de liga leve 17" Arena Diamantada, nelas são instalados os pneus de medida 225/45 R17 da marca Pirelli. Ainda no exterior da para observar as maçanetas que têm o pequeno botão sensível ao toque para abertura de porta por aproximação, sem necessidade de chave, sistema KeyLess com botão de Start/Stop no interior.

Já que fizemos esta breve introdução ao interior, hora de descrever por dentro nosso elegante francês. O botão de dar partida ao motor fica situado numa posição pouco habitual, do lado esquerdo do volante. Os bancos são em couro nesta versão testada por nós, a Exclusive. Esta opção é a mais completa das cinco oferecidas ao mercado brasileiro, e disponibiliza ainda ajustes elétricos no banco do condutor. Para encontrar a posição ideal para dirigir o volante é ajustado em profundidade e altura.

O interior é além de harmonioso e elegante, muito espaçoso. A Citroën coloca toda a sua experiência em proporcionar bem estar para entregar uma solução que é das mais completas no competitivo segmento dos sedans médios. Para aumentar a sensação de amplitude e liberdade o C4 Lounge tem teto de abrir elétrico que sempre atrai a jovens e não tão jovens. Apesar do porta-malas oferecer 450L de espaço, fica para nós a sensação que os engenheiros da marca poderiam ter tornado este espaço ainda maior com o alongamento da carroceria que termina pouco depois da terceira coluna. O ar condicionado é automático digital bi-zone, com filtro de partículas, função Restore e saídas de ar traseiras.

A nova central multimídia touchscreen, com função Mirror link - permite o espelhamento de smartphone, e conta com câmera de ré e é prática e intuitiva. Além disso, vem com o aplicativo Link MyCitroën, que informa sobre diversos dados do veículo, consumo, percurso além de avisar sobre a próxima revisão. A qualidade do acabamento é das melhores no segmento e com isso condições criadas para uma ótima experiência ao dirigir o Citroën C4 Lounge. Antes de dar partida referir que no caso da versão Exclusive o C4 Lounge vem com seis air bags, frontal para condutor e passageiro, lateral dianteiros e ainda cortina.

Em todas as versões disponibilizadas para o mercado brasileiro o motor é o conhecido 4 cilindros em linha 1.6, de 16V, turbo, e injeção direta, denominado THP. O motor de 1598 cm3 entrega 166 CV se abastecido com gasolina, e 173 CV se abastecido com etanol.

Logo nos primeiros quilômetros o destaque vai para seu comportamento ágil, reação naturalmente esperada pelo ótimo coração que pulsa em seu interior. São 24,5 kgfm de torque totalmente disponível logo às 1.400 rpm, resultando em um dos sedans médios mais rápido e nervoso do mercado brasileiro.

A qualidade do motor é ainda potencializada pela ótima relação do câmbio de seis marchas automático, que entrega além da comentada esportividade, conforto e sutileza na evolução das marchas.

Aspectos técnicos que contribuem ainda para um conjunto que tem um ótimo comportamento dinâmico, a direção eletro-hidráulica, muito precisa, a suspensão, que faz justiça à tradição da marca, com sua configuração McPherson na frente (independente) e eixo de torção atrás, ela é muito equilibrada, e consegue ser eficaz a alta velocidade, ao mesmo tempo que absorve muito bem todas as imprecisões e deficiências do asfalto.

Faltou complementar com informação sobre o eficaz sistema de freios, que é composto por discos nas quatro rodas, sendo ventilados na frente e sólidos atrás. Sempre que solicitado este componente no C4, ele se mostrou muito seguro e nos deixou muito confiantes. Fazem parte do sistema auxílios como ABS com REF (Repartidor Eletrônico de Frenagem) e AFU (Auxílio à Frenagem de Urgência).

As dimensões do veículo de 4,621 m de comprimento, 1,789 m de largura, 1,505 m de altura e o entre-eixos de 2,710 m, são também eles responsáveis pelo equilíbrio e qualidade do comportamento geral do veículo.

Referência obrigatória em qualquer teste para os valores relativos ao consumo de combustível, e também aqui a nota sobre o C4 é muito positiva, sendo conseguido por nós, 7,9 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada, abastecido o tanque de 60 L de etanol. Fica evidente que o resultado é bastante positivo para um conjunto que tem de peso em ordem de marcha 1.487 kg,

Com a chegada ao fim do período em que tivemos em nossa garagem o Citroën C4 Lounge, fica evidente que o resultado final é muito positivo, e o modelo francês é realmente um dos melhores sedans médios do mercado brasileiro. Independentemente da versão escolhida, que vai da inicial com câmbio manual e preço de R$ 75.590,00 ou a mais completa (Exclusive) testada por nós e com preço sugerido de R$98.840,00 ele apresenta característica de comportamento muito positivas, entre elas a dirigibilidade, eficiência, consumo, entregando conforto com segurança num ótimo desempenho geral.

Ainda falando em desempenho, mas nas vendas, o C4 Lounge tem mantido um ritmo que sem ser espetacular, é positivo, com a crescente aceitação e reconhecimento do público para a qualidade do produto. Sem conseguir chegar aos nível dos inabaláveis Corolla, Civic e Cruze, que por esta ordem acumulam a liderança no segmento, ele brica com a turma que vem a seguir, Focus, Jetta, Sentra e Fusion, sendo suas vendas muito mais expressivas que seu primo 408, que pede intervenção urgente, apesar da qualidade e até semelhanças. Segundo os dados da Fenabrave a Citroën vendeu em abril 259 unidades do C4 Lounge, com crescimento expressivo em maio, saltando para 358 unidades, e um acumulado de 1565 veículos emplacados ao longo dos primeiros cinco meses de 2017. Isso representa uma participação no segmento de 2,70% o que não deixa de ser muito positivo para uma marca que vem consolidando sua imagem no mercado brasileiro, ganhando a confiança dos clientes que se propõem a saber um pouco mais sobre seus produtos e ficando também por aqui muito mais próxima do posicionamento e aceitação que tem em mercados tão competitivos e exigentes como o europeu.

Fotos Revista Publiracing e Citroën ( Interior)

#TESTEAVALIAÇÃO #CITROEN

Laja Revista Publiracing