• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

WRC: Sébastien Ogier vence edição 50 do rali de Portugal. Mais de 180 mil espectadores assistiram à


O piloto da Ford Sébastien Ogier venceu a 50ª edição do Rali de Portugal, uma das mais tradicionais provas do calendário, prova em que as marcas apostam para uma presença mais significativa, pela tradição, visibilidade e paixão que os portugueses têm pela sua etapa do mundial.

A prova foi como se esperava repleta de emoções e disputas acirradas ao longo dos três dias de competição. Prova disso os 0,1 de diferença entre o primeiro e o segundo ao fim de sete especiais (120,42 km). No final entre o vencedor Ogier e o sgundo, o belga da Hyundai, Tierry Neuville, foi de apenas 15,6s, mostrando que a temporada apesar das disputas, novos nomes surgido e muita incerteza, tem estas duas personagens como destaque. Além disso, 9 pilotos diferentes venceram especiais em Portugal, com sete pilotos a passaram pela liderança da prova, mostrando o equilíbrio nesta temporada 2017 da categoria.

A vitória do francês, além de ser a 40ª de sua carreira no WRC, foi também a quinta dele no país luso, ele que venceu com as marcas Citroën, Volkswagen e agora Ford.

A prova foi também repleta de incidentes para praticamente todos os envolvidos na disputa, pelos lugares da frente, com rodadas, batidas, algumas delas mais fortes, furos etc. Todos os envolvidos na frente em algum momento tiveram seu momento de “stress” e foram obrigados a recuperar ou atenuar tempo perdido, bem como recuperar estragos em seus veículos.

No final, mais uma prova em que Meeke da Citroën mostrou conseguir andar no ritmo dos primeiros, sem conseguir uma consistência de resultados, até por isso mais uma vez a marca francesa, sofre neste retorno, saindo de Portugal sem pontos. O melhor Citroën em Portugal foi Breen, em quinto, ele que é mesmo o mais bem posicionado piloto da marca no campeonato. Já a Toyota, sofre do mesmo sintoma, se aprimorando neste seu retorno ao WRC após praticamente duas décadas de ausência, sendo o melhor representante da marca japonesa, Hänninen, na sétima posição final.

Com os resultados da prova portuguesa, Sébastien Ogier somou 128 pontos, Thierry Neuville tem agora 106 e o piloto da Toyota, Jari-Matti Latvala, que já venceu em 2017, perdeu um pouco da distância para os homens da Ford e Hyundai, somando 88 pontos. Já por equipes a Ford M-Sport WRT soma 199 pontos, contra 173 da Hyundai Motorsport.

Classificação do rali de Portugal

1. Ogier / Ingrassia (Ford Fiesta WRC) 3:42:55.7

2. Neuville / Gilsoul (Hyundai i20 WRC) +15.6

3. Sordo / Marti (Hyundai i20 WRC) 1:01.7

4. Tänak / Jarveoja (Ford Fiesta WRC) 1:30.2

5. Breen / Martin (Citroën C3 WRC) +1:57.4

6. Evans / Barritt (Ford Fiesta WRC) 3:10.6

7. Hänninen / Lindstrom (Toyota Yaris WRC) +3:48.9

8. Østberg / Floene (Ford Fiesta WRC) +5:29.7

Campeonatos

Classificação Pilotos

1. Sébastien Ogier - 128 pontos

2. Thierry Neuville - 106

3. Jari-Matti Latvala - 88

4. Ott Tänak - 83

5. Dani Sordo - 66

6. Elfyn Evans - 53

7. Craig Breen - 43

8. Hayden Paddon - 33

9. Kris Meeke - 27

10. Juho Hänninen - 21

11. Andreas Mikkelsen - 12

12. Stephane Lefebvre - 10

13. Mads Østberg - 6

14. Teemu Suninen - 5

15. Jan Kopecky - 4

Classificação equipes

1. M-Sport WRT - 199 pontos

2. Hyundai Motorsport - 173

3. Toyota Gazoo Racing WRT - 116

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT - 87

#AUTOMOBILISMO #WRC

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço