• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Alstom entra no promissor mercado de ônibus elétricos


Alstom e NTL apresentaram na localidade alsaciana de Duppigheim, o novo veículo Aptis, um ônibus elétrico que incorpora além da flexibilidade de um ônibus, as vantagens de um bonde. Não escondendo esse inspiração, o modelo tem piso baixo, totalmente acessível, nos seus vinte metros quadrados.

Este é o primeiro projeto não ferroviário desenvolvido pela Alstom para seu catálogo de soluções destinadas ao transporte urbano.

Os primeiros testes começam já no segundo semestre de 2017 em seus operadores finais, as empresas de transporte, Paris, RATP e STIF. Com uma superfície cristalizada 20% maior que um ônibus convencional, e visão total de 360° desde seu interior, oferecendo maior luminosidade, e com três grandes portas em suas laterais.

O veículo de fácil manutenção dispõe de quatro rodas direcionais o que reduz em 25% a superfície ocupada em manobras em curva, facilitando sua integração urbana e reduzindo o espaço necessário para estacionamento. O Aptis pode ser carregado nas oficinas de manutenção e estacionamento através da carga rápida e estática no solo, ou ainda através de catenária rígida nas paradas finais de cada linha durante sua operação diária.

Segundo a empresa Alstom a oferta comercial para o Aptis, oferece além do veículo, uma solução integral com sistemas de carga, infraestrutura com opções de locação e garantia de todo o equipamento. Países como Alemanha, Bélgica, França, Espanha, e Países Baixos são para já os principais mercados para este novo produto. Alstom estima que em 2025 existe mercado para a produção de ônibus elétricos na ordem das 7.000 unidades, só para o mercado europeu, frente às atuais 150 previstas até 2018.

A empresa parceira da Alstom neste projeto, NTL, tem experiência com bondes pneumáticos, chamados de Translohr e foi fundada em outubro de 2012 em Duppigheim, e recebeu recentemente importante aporte de capital da empresa Alstom, que detém atualmente 51% das ações. Os restantes 49% são da empresa Bpifrance.

#ALSTOM #ÔNIBUS

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço