• Redação / Revista Publiracing

Na segunda prova de Yaris WRC, Toyota vence na Suécia com Jari-Matti Latvala


Após mais uma prova dominada pelo piloto da Hyundai, Neuville, e onde também mais uma vez o belga perdeu a possibilidade de vencer após erro no penúltimo dia, quando na super- especial de apenas 1,9 Km bateu com a roda numa proteção da pista acabando por danificar a barra de direção, a Toyota com o caro pilotado por Jari-Matti Latvala venceu uma prova do WRC, dezoito anos após ter deixado a categoria, e logo no segundo rali com o Yaris WRC. Se no Monte Carlo a segunda posição foi fruto dos problemas que iam acontecendo na frente, já na Suécia Latvala vinha numa ótima segunda posição, já sem condições de disputar a liderança, mas muito competitivo, sempre nos lugares da frente, misturando rapidez com uma solidez, o que fazia lembrar seu diretor de equipe Tommi Mäkinen, que conseguia como ninguém misturar estas importantes características.

Parece então ficar para trás o estigma de Latvala, que sempre foi rápido, mas também muito conhecido por destruir muitos carros e abandonar muitas vezes. Neuville e a Hyundai parece ser a dupla a ser batida em 2017, e assim que o belga conseguir segurar sua impetuosidade, todas as equipes terão neles a referência.

A Ford andou mais uma vez muito bem, tanto com seu principal piloto, o campeão do mundo Ogier, que terminou em terceiro, quanto com a dupla Ott Tanak/Martin que estiveram envolvidos na disputa pela vitória no derradeiro dia, garantindo uma ótima segunda posição final, logo na frente do francês. Sordo assim como no Monte Carlo foi o melhor Hyundai. Não tão rápido como seus companheiros, mas sendo mais uma vez o melhor representante da marca no final. Destaque ainda para a Citroën, que tem Meeke como o homem mais rápido, chegando a disputar os primeiros lugares, mas assim como Neuville, a repetir um erro, desta vez com uma saída de pista, obrigando o piloto da marca francesa a abandonar a disputa pelo lugares da frente. Craig Breen foi o melhor C3 WRC na quinta posição final.

Palavras finais para o fato de os três primeiros chegarem no último dia de rali separados por apenas 16s, sendo o resultado de Latvala ainda mais importante pela sua capacidade de ser mais rápido nas últimas especiais, mostrando porque foi merecida a sua vitória, sendo mesmo o mais rápido na Power Stage.

Ainda como curiosidade, a repetição de um roteiro já conhecido, carros que faziam sua segunda prova no WRC venceram seu primeiro rali naquele momento. Foi assim com a Audi em 1981, Citroën DS3 WRC em 2011 e Volkswagen Polo WRC em 2013.

Classificação final Suécia

1. Latvala / Anttila (Toyota Yaris WRC) 02:36:03.6

2. Tanak / Jarveoja (Ford Fiesta RS WRC) +29.2

3. Ogier / Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC) +59.5

4. Sordo / Marti (Hyundai i20 WRC) +2:11.5

5. Breen / Martin (Citroën C3 WRC) +2:51.2

6. Evans / Barritt (Ford Fiesta RS WRC) +5:26.6

7. Paddon / Kennard (Hyundai i20 WRC) +5:31.2

8. Lefebvre / Moreau (DS 3 WRC) +7:14.7

9. Tidemand / Andersson (Skoda Fabia R5) +9:11.1

10. Suninen / Markkula (Ford Fiesta R5) +10:02.9

11. Veiby / Skjaermoen (Skoda Fabia R5) +10:18.5

12. Meeke / Nagle (Citroën C3 WRC) +10:28.7

Classificação dos campeonatos

Pilotos

1. Jari-Matti Latvala - 48

2. Sébastien Ogier - 44

3. Ott Tanak - 33

4. Dani Sordo - 25

5. CRAIG BREEN - 20

6. Elfyn Evans - 18

7. Stephane Lefebvre - 10

8. Thierry Neuville - 8

9. Hayden Paddon - 7

10. Andreas Mikkelsen - 6

11. Jan Kopecky - 4

12. Juho Hanninen - 3

13. Pontus Tidemand - 2

14. Kris Meeke - 2

Equipes

1. M-Sport WRT - 73

2. Toyota Gazoo Racing WRT - 53

3. Hyundai Motorsport - 40

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT - 26

#WRC #AUTOMOBILISMO