• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Peterhansel e Peugeot confirmam vitória no Dakar, com Sam Sunderland em KTM a vencer nas motos.


A última etapa do Dakar com apenas 64 quilômetros de especial e sem dificuldades esperadas para os pilotos, era reconhecidamente uma formalidade e dando mais uma vez a oportunidade do apaixonado por automobilismo argentino ver de perto as principais máquinas do Cross-Counry mundial. Com isso os 700 Km de ligação até Buenos Aires foram simplesmente de consagração e festa para os heróis que conseguiram terminar mais uma duríssima edição do Dakar.

Nas motos Adrien Van Beveren e Gerard Farrés eram os últimos que jogavam algo neste quilômetros finais de competição. Os dois andaram muito rápido e terminaram a especial exatamente com o mesmo tempo, no entanto a história marcará como vencedor da etapa o francês, sendo que o virtual vencedor Sam Sunderland já saboreava a sua primeira vitória em um Dakar. O jovem de 27 anos venceu com sua KTM. Seu companheiro Matthias Walkner terminou na segunda posição final a prova.

Nos quadrículos, Ignacio Casale venceu a etapa “Sprint”, com Sergey Karyakin confirmando sua primeira vitória no Dakar.

Já nos carros, quem já repetiu a vitória por diversas vezes foi Stéphane Peterhansel, vencendo seu 13º Dakar, entre motos e carros. Seu companheiro de equipe e lenda viva do WRC, cada vez mais adaptado às provas de Cross-Country, Sébastien Loeb, acabou por dignificar muito a vitória de seu compatriota, vencendo mais uma etapa, e fica claro que o piloto da Alsacia está cada vez mais perto de poder vencer, também nesta modalidade do rali. Apesar do inicio muito competitivo da Toyota, mostrando que a nova Hilux é muito competitiva, a Peugeot acabou por dominar a prova na classificação final.

Nos caminhões Eduard Nikolaev levou as cores da Kamaz ao segundo título na América do Sul na frente de seu companheiro Dmitry Sotnikov

#DAKAR #AUTOMOBILISMO

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço