• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Ricardo Baptista e Thiago Camilo largam na frente dos 300 km de Goiânia


A definição do grid dos 300 km de Goiânia, segunda etapa de endurance da temporada 2016 do Campeonato Sul-Americano da Porsche GT3 Cup Challenge foi digna da emblemática marca do centésimo evento da história da categoria.

Com 46 pilotos inscritos, a ordem de largada foi determinada pela média dos melhores tempos de cada integrante das duplas nas sessões classificatórias, divididas em grupos A e B.

Na classe Cup, 13 dos 14 carros ficaram dentro do mesmo segundo –com oitavo e nono colocados, respectivamente Miguel Paludo-Justin Allgaier e Fabio Alves-Werner Neugebauer rigorosamente com a mesma média, 1min25s484. Na Challenge, o mesmo intervalo de um segundo registrou 5 dos 9 carros inscritos na etapa.

Nesse cenário altamente competitivo, prevaleceu a parceria do carro #21. O bicampeão da classe Cup, Ricardo Baptista, trouxe o tricampeão da Corrida do Milhão, Thiago Camilo –que teve uma de suas conquistas milionárias justamente em Goiânia no ano passado. E eles mostraram novamente que conhecem como ninguém a pista goiana. Baptista foi o mais veloz do grupo A e Camilo o segundo do grupo B, performance que colocou o Porsche que compete com as cores da Ipiranga na posição de honra.

A meio décimo ficou o carro da Shell V-Power Racing, com o campeão mundial de FIA GT e também piloto da Stock Car Ricardo Zonta em dupla com Lico Kaesemodel, seu conterrâneo paranaense que assegurou por antecipação a coroa do campeonato Sprint do Sul-Americano da Porsche GT3 Cup em 2016. Lico foi segundo no grupo A, com Zonta em quinto no B.

O terceiro lugar no grid também terá um competidor regular da Stock, Sergio Jimenez, autor da sexta melhor marca do grupo B. Ele compete com o Porsche #3 em dupla com o jovem Rodrigo Baptista. Único brasileiro a disputar todas as etapas do Blancpain GT Series em 2016, o autor da terceira volta mais rápida do grupo A é também o mais jovem vencedor da história da Copa Petrobras de Marcas –justamente em Goiânia no ano passado.

A dupla do carro #99 completa a segunda fila, com Tom Valle –um dos dois remanescentes da primeira corrida da história da Porsche GT3 Cup Challenge em 2005– e Daniel Serra, que faz sua estreia com os carros de corrida mais produzidos do mundo. O novato mostrou que tinha muita vontade de competir de Porsche e tratou de registrar a melhor volta do quali, com 1min24s483.

Na quinta posição vem o carro #0, de Cacá Bueno e Marcelo Franco. Pole na primeira corrida de endurance em Interlagos, o pentacampeão da Stock Car foi o quarto mais veloz do grupo B e destacou a rápida readaptação do companheiro, que não competia na Porsche Cup há mais de um ano.

A exemplo da classe Cup, na Challenge não foi o mesmo carro que encabeçou as duas sessões, ambas muito acirradas. Eloi Khouri, campeão da classe Sport em 2016, foi o mais veloz do grupo A enquanto Marco Cozzi, piloto regular do Campeonato Brasileiro de Turismo, fez a segunda melhor volta do Grupo B. Com os tempos combinados, os amigos de infância asseguraram a pole entre os carros da geração “997-II” e o 15o lugar no geral.

Eles vão largar ao lado da dupla Christian Hahn e Renan Guerra, parceria vencedora da primeira corrida de endurance do calendário –quando coincidentemente largaram em segundo.

Em terceiro lugar vêm o panamenho Marcus Vario e Otávio Mesquita, outro remanescente do evento número 1 da categoria, em 2005. A seguir vai alinhar o carro #11, de Luca Seripieri e Nonô Figueiredo, o piloto mais rápido do dia no quali da classe Challenge.

A corrida terá 300 km ou 2h30min de duração. O tempo máximo de permanência de cada piloto por stint é de 35 minutos. As duplas são responsáveis por suas estratégias de paradas de box e revezamento, inclusive no que tange à troca para pneus biscoito se houver chuva.

A largada para a segunda etapa de endurance de 2016 está marcada para 13h15 deste sábado, com transmissão ao vivo pelo site oficial e canais da Porsche GT3 Cup Challenge no Facebook e Youtube.

Grid – Endurance 2 – Goiânia (média dos tempos dos dois pilotos):

1. Ricardo Baptista e Thiago Camilo 1min25s024

2. Lico Kaesemodel e Ricardo Zonta 1min25s081

3. Rodrigo Baptista e Sergio Jimenez 1min25s161

4. Tom Valle e Daniel Serra 1min25s200

5. Marcelo Franco e Cacá Bueno 1min25s242

6. Betinho Valério e Alan Hellmeister 1min25s332

7. Guilherme Figueirôa e Julio Campos 1min25s423

8. Fabio Alves e Werner Neugebauer 1min25s484

9. Miguel Paludo e Justin Allgaier 1min25s484

10. Maurizio Billi e Ricardo Mauricio 1min25s602

11. Marcelo Hahn e Allam Khodair 1min25s652

12. Pedro Queirolo e JP Mauro 1min25s664

13. Darío Giustozzi e Guillermo Ortelli 1min26s002

14. Sylvio de Barros e Edu Azevedo 1min26s286

15. Eloi Khouri e Marco Cozzi 1min28s235

16. Christian Hahn e Renan Guerra 1min28s555

17. Otávio Mesquita e Marcus Vario 1min28s791

18. Luca Seripieri e Nonô Figueiredo 1min29s095

19. Tom Filho e Rodrigo Mello 1min29s211

20. Nando Elias e Marçal Muller 1min29s436

21. Mau Zanella e Sergio Maggi 1min29s937

22. Mauricio Salla e Ramon Alcaraz 1min30s113

23. Roberto Samed e Marcio Mauro 1min31s421

Fotos: Luca Bassani

#PORSCHEGT3CUP #AUTOMOBILISMO

Laja Revista Publiracing