• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Guilherme Spinelli, diretor da Ralliart Brasil, fala sobre os modelos ASX de competição e a Mitsubis


A Revista Publiracing apresenta uma entrevista exclusiva com o diretor da Ralliart Brasil e também piloto, Guilherme Spinelli, onde tivemos oportunidade de conversar sobre o sucesso que é a Mitsubishi Cup, e de forma mais específica sobre os modelos ASX que são oferecidos para locação, prontos para correr.

A Mitsubishi Cup oferece hoje uma fantástica estrutura para equipes e pilotos. São provas com uma organização irretocável, tanto no campo esportivo, de segurança e infraestrutura oferecida.

Para trazer ainda mais equipes para a categoria, a Ralliart Brasil, departamento de competição da Mitsubishi, desenvolveu o modelo ASX para locação, no sistema, “chegar e pilotar”, em que as equipes podem locar o carro de competição pronto, modelos que são todos revistos, preparados e assistidos ao longo das provas de forma rigorosamente idêntica pela Ralliart Brasil, tornando a categoria muito equilibrada e competitiva.

Ainda antes da entrevista, algumas palavras para o modelo ASX que foi testado por este jornalista ao longo de 16 quilômetros, percurso onde tivemos oportunidade de sentados no banco do lado direito, e em prazerosa carona ao lado de Rodrigo Mange, conhecedor profundo do modelo, conhecermos em condições de corrida a capacidade dos modelos que trazem de sua versão de rua a grande maioria de seus componentes mecânicos e de estrutura, tornando ainda mais impressionante a facilidade com que o modelo responde ao tratamento exigido em competição.

Freios e câmbio foram dois aspectos que sendo de série nos impressionaram bastante, não reclamando o ASX em momento algum do tratamento a que é exigido nas difíceis provas de Cross-Country da Mitsubishi Cup.

Entrevista com Guilherme Spinelli

Revista Publiracing, RP -Quais as principais diferenças técnicas entre os dois modelos disponibilizados para locação das equipes (ASX R e ASX RS), e em relação aos modelos de rua, quais as principais alterações, além dos itens básicos de segurança.

Guilher Spinelli, GS - Preparados pela Ralliart Brasil e baseados no modelo de rua do ASX, os ASX R e ASX RS são exclusivos para competição.

O ASX R tem transmissão manual de 5 marchas, sistema de tração "Electronic Control 4WD" e é equipado com motor 2.0 MIVEC, 16 válvulas, quatro cilindros em linha, injeção multipontos com controle eletrônico e potência de 172 cv e 23,1kgf.m, podendo atingir a velocidade máxima de 185 km/h.

Já o ASX RS, uma evolução do ASX R, tem motor com 192 cavalos de potência e 25,7 kgf de torque, além de uma nova geometria de suspensão.

Os dois modelos têm gaiola, bancos-concha, cinto de cinco pontos.

RP - Quantos carros a Mitsubishi Ralliart Brasil tem preparados neste momento, qual a demanda atual e perspectivas para o restante da temporada?

GS - Temos preparados 10 ASX R e 10 ASR RS e temos apenas poucos disponíveis para locação.

RP - Qual o custo dessa locação para as equipes, e o que está incluído?

GS - O custo de cada etapa é de R$ 16.300, para o RS, e de R$ 15.000, para o R. Inclui toda logística dos veículos, além de adesivagem personalizada, pneus, seguro, manutenção pré, durante e pós-evento e ainda combustível, transporte..

RP - Qual a estrutura da Mitsubishi Ralliart Brasil que se desloca para as provas, e necessária para atender as necessidades de todas as equipes. Quantidade de caminhões, mecânicos, engenheiros e restante logística utilizada.


GS - Nós levamos para cada prova em média, um caminhão de peças, duas cegonhas com os veículos de corrida, Triton e Pajero de apoio, em torno de 30 pessoas na equipe, entre mecânicos, engenheiros, ajudantes, motoristas e logística.

RP - Quais as principais vantagens que observa nessa proposta, de uma competição monomarca em que o piloto não se preocupa com nada, chega, veste o macacão, e participa?

GS - A tranquilidade é o maior diferencial, pois a dupla tem uma equipe de alto nível à disposição e tanto o piloto quanto o navegador encontram tudo pronto para correr sem precisar dedicar nenhum tempo do seu dia a dia para preparar sua corrida. Outro diferencial é que todos os carros de locação são exatamente iguais, o que deixa a disputa muito justa. Cabe às duplas traçar estratégias e fazer o seu melhor em busca do resultado.

RP - Qual o perfil das equipes que chegam para participar nesta temporada 2016? São equipes que vieram de outras categorias, ou novos nos ralis cross-country e no automobilismo.

GS - Há equipes bastante tradicionais, que competem Mitsubishi Cup há anos, já correram Rally dos Sertões e outras provas. E também há equipes mais novas, que vieram do rali de regularidade Mitsubishi Motorsports e outras competições. Também tem pilotos/navegadores que montam sua própria equipe. Tem todo tipo de perfil de equipe!

RP - Que procedimentos são mantidos para garantir o equilíbrio técnico entre as diversas unidades disponibilizadas para locação?

GS - Os carros são rigorosamente testados por pilotos especialistas, para garantir a igualdade entre todos os modelos. E também na preparação e na manutenção durante as corridas garantimos que todos carros sejam abastecidos da mesma forma, os pneus calibrados igualmente, e todas as regulagens sejam iguais. Fazemos sempre testes de comparação na oficina e em pista antes de cada evento.

RP - Considera esta a melhor opção para novos pilotos descobrirem e iniciarem o rali Cross-Country?

GS - É uma ótima opção. As duplas têm toda infraestrutura pronta, carros de alta performance, serviços antes, durante e depois das provas. E ainda o contato com outros pilotos e navegadores de alto nível, com quem podem aprender ainda mais. E o fato deles precisarem apenas e concentrar na corrida e na sua própria preparação, ajuda a focar no que é necessário.

RP - Como observa o futuro da rali Cross-Country no Brasil de uma forma geral, e particularmente da Mitsubishi Cup?

GS - A Mitsubishi Cup está na 17ª temporada consecutiva e é a competição de rali cross-country de velocidade mais tradicional do País.

Nós somos otimistas em relação ao esporte a motor e observamos que ainda tem muito a crescer no Brasil. A Ralliart Brasil é a divisão de alta performance da Mitsubishi Motors e foi criada justamente para atender essa demanda por carros de alto nível, preparados para competição. Além de preparar e locar veículos para provas, nós preparamos também modelos para venda, e ainda oferecemos serviços para quem já tem o carro: preparação, ajustes, consultoria, treinamento e venda de peças.

RP - A Revista Publiracing agradece ao Guilherme Spinelli e à equipe de Comunicação da Mitsubishi a oportunidade para realizarmos esta entrevista, e ao mesmo tempo conhecer melhor o modelo ASX de competição em seu “habitat” natural.

Fotos: Mitsubishi Press e Revista Publiracing

#MITSUBISHICUP #CROSSCOUNTRY

Pensando em vender seu veículo? - Nós compramos !
Coluna de André Maranhão - Veículos híbridos e eletricos