• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Após liderar treinos, Augusto Farfus faz balanço positivo de pré-temporada do DTM


Na reta final da preparação para o início de sua quinta temporada no DTM, Augusto Farfus participou na última semana (5 a 8 de abril) dos testes de pré-temporada, em Hockenheim - mesma pista que recebe a etapa de abertura no dia 8 de maio -, e começou da melhor forma possível. O brasileiro foi o mais rápido do primeiro dia de testes, e voltou a repetir o bom desempenho na sexta-feira, quando também fez o melhor tempo na sessão da tarde, entre os pilotos que estavam usando os pneus deste ano.

Como de costume, cada piloto teve direito a dois dias de treinos para ajustes finais dos carros antes do início do campeonato. Farfus cumpriu 310 voltas no circuito alemão, já que ele também fez um dia de treinos focado no desenvolvimento dos pneus Hankook para a temporada 2017, e ficou com o 8º melhor tempo no acumulado de todos os dias. O curitibano ficou satisfeito com a performance exibida e confiante para o desempenho na primeira etapa. Único brasileiro na categoria, Farfus também destacou o trabalho com sua nova equipe, a BMW MTEK, onde será companheiro de Bruno Spengler.

"O resumo da pré-temporada é extremamente positivo, por diversos aspectos, como o fato de ter tido a oportunidade de trabalhar quatro dias consecutivos com minha nova equipe (BMW MTEK). Por mais que só tenha guiado três dias, foi ótimo passar todo esse tempo com os mecânicos, engenheiros e trabalhar no desenvolvimento do carro. Fizemos simulações de corrida, de tomada de tempos, conseguimos abranger uma boa parte do acerto e testar detalhes novos do carro, então saio de Hockenheim muito confiante e otimista, tanto com o resultado do carro como pelo trabalho com a equipe. Agora é seguir na preparação, focado no início do campeonato em quatro semanas", disse Augusto Farfus.

O sueco Mattias Ekström, da Audi, foi quem completou mais voltas, com um total de 348, e também fez a melhor volta dos testes em Hockenheim, com 1m32s964 - o único a baixar da casa do 1m33s.

Novo regulamento

O organização do DTM também fez importantes anúncios na última sexta-feira sobre o regulamento para o campeonato 2016. A primeira se refere ao uso do DRS (sistema de redução de arrasto aerodinâmico), que continua podendo ser usada apenas quando um piloto está a menos de um segundo de seu oponente à frente, porém, a partir de agora o uso será mais limitado, com um número determinado de acionamentos por corrida, o que fará com que seu uso seja mais estratégico para os pilotos. A segunda é sobre os pesos atribuídos com base na performance dos pilotos, que ao contrário dos anos anteriores, não será mais definido pelo resultado final das corridas, e sim pelo desempenho na classificação.

A principal decisão, e a que mais vai influenciar para Farfus, é sobre algumas concessões que a BMW recebeu da organização, em acordo com as outras montadoras. Ficou entendido que a BMW M4 DTM está em desvantagem em alguns pontos em relação a Audi e Mercedes, e que essas questões não poderiam ser resolvidas dentro da homologação anterior. Dessa forma, a partir de agora, a BMW terá direito a usar uma asa traseira 50 milímetros mais larga que em 2015, e 7,5 kg mais leve que os outros carros.

"Foi acordado entre as montadoras, em função da nossa desvantagem e desempenho abaixo do esperado em 2015, que a BMW poderá ter uma asa traseira mais larga e andar um pouco mais leve que os outros carros, para que possamos acompanhar os Audi e Mercedes. Isso é um ato muito nobre do campeonato, pois prova que todos estão interessados na competitividade, em uma disputa justa, que seja boa para o espetáculo. Em 2014 a Mercedes também foi autorizada a desenvolver o carro durante o ano, e isso mostra o compromisso e interesse mútuo de todos no melhor para a categoria", explicou Farfus.

O formato introduzido no ano passado, que fez sucesso e movimentou o campeonato, está mantido, com todas as nove etapas do calendário sendo disputadas em rodadas duplas, com uma prova menor no sábado - de 40 minutos mais uma volta de duração -, e outra no domingo - de 60 minutos mais uma volta e pit-stop obrigatório, ambas com pontuação igual. Há uma classificação de 20 minutos para definição do grid de cada uma das corridas.

A primeira etapa do DTM 2016 acontece tradicionalmente no Autódromo de Hockenheim, entre os dias 6 e 8 de maio.

Imagens: Divulgação

#DTM #AUGUSTOFARFUS

Laja Revista Publiracing