• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Nissan celebra aniversário de 2 anos do seu Complexo Industrial em Resende (RJ)


A Nissan dá início nesta semana às celebrações pelos dois anos de atividades de seu Complexo Industrial de Resende, no Estado do Rio de Janeiro. O projeto é resultado de investimentos de R$ 2,6 bilhões e é a primeira unidade industrial 100% da Nissan no Brasil.

A fábrica de Resende iniciou sua trajetória com a produção do Nissan March e do motor 1.6 16V flexfuel. Em janeiro de 2015, menos de um ano após o início das atividades, duas importantes novidades para o mercado brasileiro foram anunciadas para Resende: a produção do novo e moderno motor de 1.0 12V de 3 cilindros e do sedã Nissan Versa.

"Nestes dois primeiros anos, nosso foco sempre foi muito claro. Somos comprometidos em entregar qualidade japonesa e tecnologia nos nossos carros e motores. O sucesso do nosso time é resultado de dedicação e muito trabalho. Nossas conquistas são a espinha dorsal do futuro crescimento da Nissan no Brasil", afirma François Dossa, Presidente da Nissan do Brasil.

Desde o início de suas atividades, o Complexo Industrial de Resende da Nissan já produziu mais de 70 mil automóveis. Atualmente, a Nissan do Brasil conta com cerca de 1.800 funcionários. A unidade de Resende tem um ciclo de produção completo, que inclui da área de estamparia até as pistas de testes, incluindo chaparia, pintura, injeção de plásticos, montagem e inspeção de qualidade.

"A qualidade dos veículos produzidos pela Nissan no Brasil tem ganhado a confiança do consumidor brasileiro. Esperamos compartilhar a expertise de Resende com outros mercados em 2016 e transformar a unidade em um polo de produção de veículos de alta qualidade", diz José Valls, Chairman da Nissan para a América Latina.

O futuro de Resende:O Crossover Kicks

Em janeiro deste ano, o CEO e Presidente Mundial da Nissan, Carlos Ghosn, anunciou o próximo crossover global da marca, o Nissan Kicks, que também será fabricado em Resende. Inspirado no conceito Kicks Concept, exibido nos Salões do Automóvel de São Paulo de 2014, e Buenos Aires, em 2015, a linha de produção do modelo receberá investimentos de R$ 750 milhões nos próximos três anos.

Para Hitoshi Mano, Vice-Presidente de Operações e Manufatura da Nissan do Brasil, produzir o Nissan Kicks em Resende simboliza um momento único para o marca no país. "Nossos processos de produção no Brasil estão entre os mais bem avaliados entre todas as Nissan de todo o mundo. Investimos fortemente em treinamento, novas tecnologias e isto vem se refletindo na qualidade dos nossos produtos e no nosso crescimento de mercado. Para produzir um modelo global, estamos aumentando ainda mais os nossos níveis de qualidade", disse Mano.

Um exemplo do contínuo processo de aumento da automação, que resulta em mais produtividade, segurança, sustentabilidade e qualidade final nos produtos, foi o recente investimento de R$ 3 milhões em um novo processo de pintura de plásticos chamado 3wet. Nele, a aplicação da base e do verniz é feita logo em seguida da aplicação do primer, tornando o processo mais curto e reduzindo o consumo de energia. Os robôs utilizam cartuchos para a pintura – que usa água como base –, o que reduz a perda de tinta e solventes, diminuindo a emissão de compostos orgânicos voláteis (COVs), o que deixa a operação mais sustentável.

Imagens: Divulgação

#NISSAN

Laja Revista Publiracing
Pensando em vender seu veículo? - Nós compramos !