• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Aliança Renault-Nissan vendeu 8,5 milhões de veículos em 2015


A Aliança Renault-Nissan vendeu 8.528.887 veículos em 2015, em alta de praticamente 1% em relação a 2014, resultados impulsionados pelas vendas nos Estados Unidos, China e Europa.

As vendas acumuladas do 4ª maior grupo global de automóveis, que inclui o Grupo Renault, Nissan Motor Co., Ltd. e a russa AVTOVAZ, se mantiveram estáveis entre 2014 e 2015, apesar da forte retração dos mercados russo e brasileiro.

Renault, Nissan e AVTOVAZ, primeira montadora de automóveis na Rússia, comercializaram em torno de um veículo a cada dez no mundo.

O grupo Renault, terceira maior montadora europeia, vendeu 2.801.592 veículos em todo o mundo em 2015, um número recorde que apresentou alta de 3,3% em relação a 2014, em um mercado em alta de 1,6%. A Renault apresentou uma progressão em suas vendas pelo terceiro ano consecutivo. A Dacia vendeu um número recorde de 550.920 veículos, em alta de 7,7%.

A Renault é a marca que apresentou o maior crescimento na Europa, com uma participação de mercado de 10,1%, em um mercado em progressão de 9,4%. A Renault mantém sua posição de líder em veículos utilitários na Europa, pelo 18º ano consecutivo.

A Nissan Motor Co., Ltd. registrou vendas recorde, com 5.421.804 carros de passeio e utilitários comercializados no mundo, uma progressão de 2,1%. Em seus dois principais mercados, Estados Unidos e China, a Nissan vendeu pelo menos 1,25 milhões de unidades. A Infiniti registrou vendas recorde de 215.250 veículos, em alta de 16% em relação ao ano anterior, graças a volumes de vendas elevados em todas as principais regiões, inclusive América do Norte, Central e do Sul, bem como na China.

A AVTOVAZ, que comercializa veículos sob a marca LADA, vendeu 305.491 veículos, apresentando uma retração de 31,5% devido a uma brutal deterioração do mercado russo. A Aliança Renault-Nissan detém uma participação majoritária no capital da AVTOVAZ, através de uma joint venture com a estatal Rostec. Em torno de um veículo a cada três na Rússia foi vendido pela Aliança Renault-Nissan e a AVTOVAZ.

O mercado de automóveis russo como um todo recuou mais de 35%. A Aliança aumentou sua participação de mercado, passando de 30,7% em 2014 para 32,3%, em 2015.

Fatos relevantes dos mercados Renault-Nissan

Os países seguintes constituíram os 10 primeiros mercados da Aliança em 2015: Estados Unidos, China, França, Japão, México, Grã-Bretanha, Alemanha, Rússia, Brasil e Espanha.

Nos Estados Unidos, a Nissan registrou um recorde histórico, com 1.484.918 veículos vendidos, em progressão de 7,1%, que se traduziu por uma participação de mercado recorde de 8,5%. A Nissan apresentou vendas anuais excepcionais para seus modelos Rogue, Versa, NV e NV200. As vendas aumentaram 20% em relação a 2014 no segmento de utilitários leves.

Na China, a Nissan vendeu 1,25 milhão de veículos, em alta de 6,3%. A Nissan mantém sua posição de montadora japonesa número 1 na China, com uma participação de mercado de mais de 5%.

No início do mês, a Renault iniciou a produção do SUV Kadjar na fábrica localizada em Wuhan, por meio de sua joint venture com a Dongfeng Motor Corp. Este é o primeiro modelo fabricado pela Renault na China. A nova fábrica terá uma capacidade de produção inicial de 150.000 veículos por ano, podendo chegar posteriormente a 300.000 veículos por ano.

Na França, o mercado doméstico da Renault, a montadora vendeu 607.7173 veículos, em alta de 5,1%, atingindo uma participação de mercado de 26,4%. O compacto urbano Clio é o carro de passeio mais vendido pelo 6º ano consecutivo. O Renault ZOE é líder em carros de passeio elétricos, com uma participação de mercado de 60%.

No Japão, mercado nacional da Nissan, a montadora vendeu 589.046 veículos, em retração de 12,1%. A Nissan manteve sua participação de mercado em 11,7%.

No México, a Nissan apresentou vendas recorde de 348.941 veículos, em progressão de 19%. Com uma participação de mercado de 25,8% em 2015, a Nissan é a marca número 1 no México, pelo sexto ano consecutivo.

No Brasil, segundo mercado da Renault, a participação de mercado da montadora aumentou 0,2 pontos, chegando a 7,3%, em um mercado em recuo de 25,5%.

Na Índia, mercado que deve se tornar um importante pilar para o crescimento industrial e comercial da Aliança no futuro, a Renault é a marca europeia favorita, tendo comercializado 53.848 veículos, em alta de mais de 20%.

Mais de 80.000 clientes indianos já encomendaram o hatch compacto Renault Kwid desde o lançamento, em setembro. O Kwid é o primeiro veículo da Aliança construído sobre a plataforma Common Module Family-A. A Família de Módulos Comuns “A” é uma categoria de carros compactos e acessíveis, construídos a partir das CMF da Aliança. A marca Datsun lançará um modelo baseado na arquitetura CMF-A no decorrer do ano.

A Aliança vende em torno de um veículo 100% elétrico a cada dois no mundo. Ao final de dezembro, a Aliança vendeu um total de 302.000 veículos elétricos no mundo. Lançado em dezembro de 2010, o Nissan LEAF foi o primeiro veículo elétrico a ser comercializado em massa. Com mais de 201.000 unidades vendidas desde seu lançamento, o modelo continua sendo o veículo elétrico mais vendido no mundo.

Renault e Nissan apostam em futuro elétrico

Desde que começou a vender veículos elétricos em outubro de 2011, a Renault vendeu um total de 83.000 veículos elétricos no mundo (incluindo o quadriciclo urbano 100% elétrico Twizy). O Kangoo Z.E. se mantém como o veículo utilitário elétrico mais vendido na Europa.

Em 2015, a Aliança Renault-Nissan vendeu 85.000 veículos elétricos, em alta de mais de 2,5% em relação a 2014. Os emplacamentos de veículos elétricos da Nissan tiveram queda de 9,8%, enquanto que os da Renault tiveram aumento de mais de 45%. Em 2016, o Nissan LEAF será equipado com uma nova bateria, que terá capacidade para 30 kWh, proporcionando uma autonomia 20% superior à da versão anterior, de 24 kWh. Além do modelo LEAF, a Nissan também comercializa o furgão elétrico e-NV200.

Na Europa, as vendas de veículos elétricos da Nissan aumentaram 14,3% em 2015, representando quase 20.000 unidades. As vendas de veículos elétricos da Renault na Europa aumentaram 49%, totalizando aproximadamente 23.100 unidades (com exceção do Twizy). O Renault ZOE se destaca como o veículo elétrico mais vendido na Europa em 2015, representando quase 19% de participação de mercado.

Foto: Divulgação

#RENAULT #NISSAN

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço